PACHA     MAMA

Acredite na sua luz!

moon

 

Quando a gente passa muito tempo mergulhada na escuridão do eu, buscando limpar a podridão das teias escondidas, das poeiras embaixo do tapete, enfim, de todo o lixo armazenado ao longo de éons… resta o sentimento de identificação com tal sombra – como se você não valesse de nada. Afinal, eles estavam certos: “sou um mero pecador”…

Mas quando – no meio da sua escuridão interna – você acende a lanterna do seu coração, por meio de sua sabedoria, então meu amigo, não há como se perder (de si)!

Esteja vigilante sempre em seu reino – ensinou o Mestre Jesus. Estar vigilante acima das distorções do ego negativo que quer te fazer se sentir um nada, um zé ninguém…

Mantenha-se acima desses maldizeres mentais. Assuma o seu posto de comando e sua maestria. Quem sua mente pensa que é para lhe dizer quem você é? Se merece o perdão ou não? Se está agindo bem ou não? – com sua atitude cínica julgadora…

Só o seu coração sabe a atitude certa a tomar. Coração entende-se por consciência divina e não, mera emoção tomada por impulso.

Sentimento genuíno que brota no coração e te faz sentir que aquele passo é o certo a ser tomado a cada momento. É este pequeno caminhar que não o arrasta para as trevas da ilusão interior.

Desfaça-se dos seus pré-julgamentos. Liberte-se! Arrependa-se verdadeiramente e depois perdoe-se e caminhe livre.

Quem é sua mente, afinal, para te julgar?

Um mero instrumento divino usado para a percepção, comunicação e tantas outras habilidades não pode ser confundida com o ser real imutável.

Acredite no seu ser verdadeiro que é pura luz e está acima de qualquer picuinha e atitude mental negativa.

Desista da atitude de perdedor, fracassado e vítima do destino…

Você nasceu para ser feliz e brilhar sua luz. Qualquer coisa menos que isso não é digno do seu ser.

Mas, como posso ser feliz com tantas preocupações, aborrecimentos, blá blá blá…?

É assim que a mente enfadonha vai vir testar você. É o autoboicote, a autossabotagem de felicidade que quer apenas um pretexto para continuar sugando sua energia (mental).

Acorde para essa obsessão interior. Não existe obsessão fora que não exista primeiro dentro. Primeiro, se cure por dentro. Depois, você irá se curar (se assim merecer) externamente. Se merecer, pois os débitos kármicos tem o seu limite de validade para expirar que desconhecemos. Deus, com seus desígnios misteriosos, em Sua infinita Sabedoria e Bondade, nos conduz sempre de volta à Casa, ao Lar. Basta que saibamos pedir o que queremos: é a lei hermética – dentro como fora, acima como abaixo.

Peça a ajuda divina e você obterá êxito. Aquiete a desarmonia mental e encontre a resposta de Deus em seu interior, por meio do silêncio, da meditação e da prece.

Tudo está ao seu alcance. Basta a percepção de ser: a luz, em seu esplendor! E desidentificar-se de todos os aspectos sombrios de si. Eu sou a luz e as trevas apenas no mundo dual da mente. No nível da unidade, divindade, eu sou apenas a luz, este é o meu ser verdadeiro. E quem quer que me faça sentir diferente (outras pessoas, outros eus) que silenciem perante à presença do Eu Sou que reina e governa para todo o sempre. Assim é!

Amém!

 

Aurora